sexta-feira, 17 de março de 2017

PF desarticula esquema que vendia carne vencida


Esquema de venda de carne vencida e desarticulado  pela PF


Polícia Federal desarticula esquema de venda irregular de carne
A operação batizada de 'Carne Fraca' acontece em sete estados e mira um esquema de corrupção entre superintendências do Ministério da Agricultura e grandes produtoras de alimentos. Fiscais recebiam propina para liberar a venda de carne adulterada. BRF Brasil, JBS e frigoríficos menores são os alvos.

Segundo as investigações, o esquema no Paraná era comandado pelo ex-superintendente regional do Mapa, Daniel Gonçalves Filho, e pela chefe do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), Maria do Rocio Nascimento, que trabalham em Curitiba.
Na casa do atual superintendente regional do Mapa, Gil Bueno, a polícia apreendeu R$ 65 mil nesta manhã. Os três são alvos de prisão preventiva.
De acordo com informações da Polícia Federal, a investigação começou porque um fiscal não aceitou ser removido quando descobriu fraudes em uma das empresas investigadas.
Em sua decisão, o juiz federal Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara Federal de Curitiba, diz que o envolvimento do Ministério da Agricultura é "estarrecedor".
"(O ministério) foi tomado de assalto - em ambos os sentidos da palavra - por um grupo de indivíduos que traem reiteramente a obrigação de efetivamente servir à coletividade", afirmou.

Empresas investigadas comandam Friboi, Sadia e outras.

Sócio de frigorífico fala sobre uso de carnes proibidas
VEJA:



Delegado da PF detalha todo o esquema criminoso dos frigoríficos 




OBRIGADO POR VISITAR O SITE!  <3

VOCÊ PODERIA ME SEGUIR NO TWITTER E SE JUNTAR A MAIS DE 50 MIL AMIGOS/SEGUIDORES? <3

CLIQUE AQUI -> 

COMPARTILHE  O POST NO SEU TWITTER: CLIQUE AQUI -->